Transformação digital e a equipe de vendas

Transformação digital e a equipe de vendas

Hoje muito se fala na tal da transformação digital no mundo dos negócios.

Mas em que consiste, de fato, essa transformação? Se minha empresa já investe nas mais variadas ferramentas de tecnologia, será que já não é o bastante?

A grande questão é que transformação digital não está relacionada apenas com aquisição e uso de grandes tecnologias. Ela começa pela mudança de mentalidade, pela implementação de uma cultura de capacitação e inovação constantes.

Independente do segmento e do porte da organização em que atue, será que existem oportunidades para reduzirmos custos e despesas? Será que dá pra vender mais? É possível, de alguma forma, aumentar a fonte de receita e gerar outras frentes de negócio? Como fazer mais com menos esforço, menos tempo e melhorar muito mais a produtividade do grupo?

O fato é que sempre iremos nos questionar quanto a esses desafios e sabemos sim que sempre haverá espaço para evoluir em muitas frentes.

Falando em desafios e na necessidade de alavancar a receita, talvez a área mais cobrada dentro da empresa seja justamente a área de vendas e sua equipe.

Será mesmo que o time comercial é o único responsável pelos resultados das vendas dentro de uma organização?

Temos aprendido que o departamento de marketing, por exemplo, tem papel fundamental nesse processo e que as empresas têm promovido, cada vez mais, uma aproximação do time de marketing com o time de vendas, promovendo ações para que não apenas os leads sejam gerados, mas principalmente para que os vendedores consigam converter esses leads em clientes ativos, de forma muito mais ágil e fácil.

Falando ainda na necessidade de aumento das vendas, será que somente os times de marketing e vendas têm responsabilidade nesse processo?

Sabemos também que não. O ideal, obviamente, é que a empresa toda, bem como todos as suas diferentes áreas estejam orientadas para vendas. De quais maneiras os departamentos financeiro, produção, logística e estoque, por exemplo, podem, dentro de suas respectivas rotinas, contribuir para que as vendas fluam com maior naturalidade ? Percebo hoje que cenários de grandes conflitos internos podem ceder espaço para ambientes corporativos de grande cooperação e troca de experiências, todos com o objetivo de melhora dos resultados.

Dentro desse contexto, o time de vendas deverá sim estruturar todo seu processo comercial, um processo no qual cada etapa da rotina de vendas deverá ser discutida, criada, implementada e inovada por cada integrante da equipe, onde todos, com base em suas experiências práticas do próprio business, construirão um modelo com foco em resultados imediatos, com foco em soluções para seus clientes e agregando para a empresa muito mais produtividade e previsibilidade nos negócios.

Tudo isso deverá ter um grande suporte, obviamente, de ferramentas e parcerias especializadas para geração de leads, rotinas de pré-vendas para a conversão desses leads, sistemas para automação de inbound marketing, aculturamento de social selling, CRM simples e funcional, integrável com ERP, redes sociais e que além de serem direcionados a construção de uma carteira sadia de clientes, possam também direcionar a equipe no monitoramento dos principais KPI´s  e indicadores de resultado. Além é claro, de todas as inovações tecnológicas que compõem a revolução da indústria 4.0, se for o caso.

Desenvolvido todo esse processo, basta colocarmos em prática, para então efetuarmos todo o acompanhamento, executarmos toda a gestão de perdas, fazermos a capacitação corretiva, realinharmos o planejamento e partir para a ação novamente, sem perder tempo. Estamos falando do ciclo PDCA, é claro.

Obviamente, sabemos que trata-se de um projeto um pouco complexo. No entanto, uma consultoria especializada pode sim direcionar seu time e agilizar todo esse caminho.

Fale com nossos consultores: contato@ciatecnicaconsulting.com.