Transformação digital, empreendedorismo e mercado de trabalho

Transformação Digital: o que o futuro reserva para a nova geração de empreendedores e profissionais

A tecnologia está impactando todos os setores da economia. Especialização, criatividade, empatia e vontade de mudar são as características dos profissionais e empreendedores de sucesso.

O que dizer das transformações tecnológicas e disruptivas pelas quais o mundo está passando? Há muitos séculos, curiosos, cientistas e especialistas tentam desvendar o que o futuro próximo nos reserva.

Os Jetsons, desenho futurista da década de 60, ambientado no ano de 2062, já propagava as “ideias extraordinárias” de mudanças. Ainda estamos um pouco longe de 2062, no entanto, já alcançamos avanços que vão além do que a Hanna Barbera, autora do desenho, imaginou.

A videochamada que acontecia entre os personagens, por exemplo, está muito desatualizada perante a nossa internet das coisas, Skype, Google Voice e Facetime.

Por outro lado, os veículos voadores presentes no espaço do desenho, no nosso mundo, não passam de protótipos. Apesar disso, em diversas entrevistas para mídias internacionais, o designer de transportes Paul Priestiman, afirma que a nova era de máquinas voadoras bate à nossa porta.

Rosie, a empregada-robô, ainda não foi fabricada em grande escala, e não está à venda nas lojas em 2018, porém, setores de robótica não param de pesquisar robôs humanoides. Os sul-coreanos já inventaram uma empregada-máquina capaz de limpar a casa e colocar roupas na máquina de lavar. O atendimento robotizado em centrais de relacionamento já se expande por diversos setores.

Essas criações robóticas estão repercutindo em diversas áreas de trabalho, com impacto extremamente relevante. A revolução digital está impactando substancialmente negócios e pessoas. A massificação da inteligência artificial acontecerá em pouco tempo. Realidade Virtual aumentada e Big Data já começam a ser termos do universo diário dos negócios.

Neste contexto, muitas profissões surgirão e outras serão extintas. Fato parecido aconteceu com a chegada da Revolução Industrial. E, de acordo com o último Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, 5 milhões de empregos serão substituídos pela IA. Eis aí a questão. As pessoas precisam se reinventar. As profissões tradicionais devem sofrer mudanças drásticas em alguns anos. Os cargos operacionais que sobrevivem das repetições serão os primeiros a ficarem no campo dos obsoletos.

O momento agora é de dinamismo nas relações trabalhistas, pois a tecnologia está impactando todos os setores da economia. É preciso manter o olhar no futuro com o pé no presente. Especialização, criatividade, empatia e vontade de mudar. Essas são as características dos profissionais e empreendedores de sucesso.

João Gubolin
CEO da CiaTécnica

Deixe uma resposta